22 de maio de 2017

XXII Exame de Ordem Unificado: dicas, sugestões e lista do que não pode deixar de levar!

Como já tem 3 anos desde o último post, vamos atualizar e complementar as informações.

Neste post, eu deixo algumas dicas e sugestões para o dia e véspera, além de uma listinha de itens que não podem ser esquecidos, a não ser que você esteja tentando se sabotar.

Domingo, 28/05/2017, será a prova da 2ª fase do XXII Exame de Ordem Unificado, sem muitas novidades no edital.

Primeira recomendação é que você confirme o seu local de prova no site da FGV. Apesar dos locais de provas serem quase sempre os mesmos, você não vai querer ter uma surpresa e bater na porta errada, num domingo tão importante.

Em São Paulo, o local da 2ª fase será o prédio da Uninove Vergueiro, ou seja, o endereço é diferente da 1ª fase. Muita atenção a isso! Parece brincadeira, mas a gente cansa de ver candidatos correndo feito loucos nos últimos minutos para passar pelo portão, porque erraram o endereço, já que a Rua Vergueiro tem muitas faculdades e quase sempre estão tendo outras provas no mesmo dia.

Uma dica importantíssima para o pessoal de São Paulo, NÃO VÁ DE CARRO!!!

Pelo bem da sua sanidade mental (para que passar nervoso, preso no trânsito, se existem outras opções?), deixe o carro bem longe ou vá de carona. Vou tentar ilustrar o problema.

A Vergueiro, nesse trecho, que começa quase no metrô Paraíso, é estreita. Tem apenas 2 faixas, que vira quase 1 só nas proximidades do prédio, por conta do volume de pessoas e tendas dos cursinhos.

A Rua Siqueira Campos, rua lateral ao quarteirão da Uninove, está sempre parada e só vai ter lugar para estacionar se você chegar lá pelas 5 horas da manhã.

Para quem vem pelo corredor norte-sul, independente do lado, precisa acessar o viaduto Pedroso, cujo acesso costuma parar longe na avenida 23 de maio e o semáforo de acesso ao viaduto, somado ao da Rua Vergueiro, fazem o relógio correr solto e o nervoso acelerar.

Não há estacionamentos nas proximidades e as ruas estreitas estão sempre lotadas.

Acho que já deu para entender como é a situação, certo?

A parte boa é que esta unidade da Uninove fica perto do metrô São Joaquim, coisa de 2 quarteirões. Se você mora longe do metrô, pare seu carro próximo de alguma estação, bem longe da região central, e pegue o metrô. Vai valer a pena, você vai ver.

Minhas sugestões são: para quem vem da zona sul e vai usar carro, pare ele próximo da Santa Cruz e siga de metrô. Se você vem da zona leste, deixe seu carro no Tatuapé. Das zonas norte e oeste eu não sei bem onde tem um shopping próximo de metrô, mas não precisa ser shopping, qualquer lugar serve, desde que você não tente chegar perto do local com o carro.

Com convicção, digo para não chegar perto da Liberdade de carro, já que domingo é dia de feira e até a praça da Sé fica com o trânsito alterado. Lembrando que a Paulista é inteiramente fechada para os carros depois das 10h, o que complica ainda mais o trânsito a partir da região do Paraiso e existe uma ciclovia junto ao canteiro central, somado à ciclofaixa de lazer dos domingos.

Agora vamos para a lista de itens que já devem estar na mochila/bolsa/sacola que você pretende levar no domingo.

1 - Documento de identidade: parece besteira, mas cansei de ver gente sendo convidada a ir embora sem fazer a prova, por falta de documento oficial com foto atual. Não adianta levar a carteirinha de estudante ou a identificação da empresa, ainda que seja de funcionário público. Sem documento, sem prova!

2 - Caneta esferográfica de corpo transparente de tinta preta: não adianta inventar moda, se a caneta não for assim, não vai poder usar e eles não permitem o empréstimo de material, por razões óbvias. Até os ambulantes que ficam na prova sabem disso e só vendem Bic Crystal de tinta preta. Você pode até usar de outra marca, mas não esqueça do detalhe importante, o corpo tem que ser transparente e a tinta preta. E não leve estojo, só as canetas.

3 - Tire os rótulos das garrafas: se você não quer ficar na porta, todo enrolado, já traga tudo pronto. E evite o squeeze se não quer que fiquem de olho em você à toa. Parece bobagem de edital, mas os fiscais juram que já pegaram cola nas garrafas.

4 - A farofa: a prova é longa e você vai sentir fome (eu sinto fome), então vá preparado, mas saiba escolher os itens, porque você não vai querer entregar a folha de prova suja de chocolate ou outro alimento, e não há substituição de folhas. Na minha época (isso faz parecer tããão velha...) eu levava barrinha de cereal, chocolates, balas e sucos de caixinha.

5 - Vade mecum e Códigos: não insista, não cole nada, não escreva nada. Além dos fiscais da FGV, os examinadores da OAB também passam nas salas e verificam o material. Vai mesmo correr o risco de perder a prova por causa de um Post-it?

Por fim, deixo uma sugestão de programação para a véspera e o dia da prova para os residentes na capital de São Paulo.

Sábado (essa vale para todos os candidatos, de qualquer parte do Brasil):
  • acorde no seu horário normal.
  • verifique se tem todos os itens necessários para a prova: canetas, RG, códigos sem anotações, bebidas, comidinhas, balas, chicletes e mochila para levar tudo.
  • verifique o local de prova, fazendo o percurso de preferência, caso não saiba ao certo como chegar lá (melhor errar o caminho na véspera do que no dia).
  • separe a roupa do dia da prova: calça, camiseta, blusa, meias, calçado, se mulher, elástico ou piranha para prender o cabelo, se usa óculos, não os esqueça (sim, já aconteceu de candidato chegar sem os óculos e não conseguir fazer a prova).
  • passe o dia relaxando, porque o que você tinha para estudar, já estudou.
  • coma coisas seguras, afinal você não vai querer passar mal justo agora. 
Domingo:
  • acorde no seu horário normal.
  • calcule para chegar ao local da prova com, pelo menos, 2 horas de antecedência (em São Paulo, um carro quebrado no caminho e você pode dar com a cara na porta).
  • caso prefira mais tranquilidade, você pode tomar café da manhã nas proximidades.
  • para almoçar lá perto, não faltam opções, seja na Liberdade ou, se preferir algo rápido, perto e barato, o Sukiya, que vende PF no estilo japonês.
  • até 30 minutos antes do horário de fecharem os portões, dirija-se ao local para não ter que viver as emoções de ouvir o pessoal gritando "tá fechando o portão" e ver o portão fechar na cara!
  • entre no prédio, vá ao banheiro antes de ir para a sala e quando der uns 10 minutos para o horário da prova, entre na sala, sente e se acomode.
Verificando esses itens, uma boa noite de sono, um bom almoço e roupas confortáveis, e sua aprovação virá.

Boa prova!

8 de maio de 2017

Corrente do Bem: Baleia Rosa contra a Baleia Azul

A internet segue assustada com um movimento macabro, cuja autoria segue desconhecida, chamada Baleia Azul, que tem chamado a atenção por ser a aparente causa da morte por suicídio de jovens pelo Brasil e com alguns relatos em outros países do mundo.

Na última semana, a Argentina divulgou sua possível primeira vítima. No Brasil, já estamos contando as vítimas na casa das dezenas. =(

Em contrapartida a algo tão triste, um grupo que tem mantido anonimato sob o nome "Baleia Rosa", criou um movimento oposto ao da Baleia Azul, no qual o objetivo maior é levar um sorriso a quem precisa, seguindo as mesmas regras do Baleia Azul, só que em vez de incentivar o ódio e o medo, quer levar carinho e amor.

A página tem servido de canal de apoio e o grupo disse em entrevista a uma canal da mídia que já conta com ajuda de uma psicóloga para casos que são considerados mais graves.

O jogo da Baleia Rosa começou com um post de regras e seguiu, tal qual a Baleia Azul, por 50 desafios. Agora já passaram dos 50, por incentivo dos fãs da página.

Eu já não me encaixo nessa faixa de adolescente (faz tempo... rs), mas tenho amigos que têm filhos pré-adolescentes e conheço muitos adolescentes que poderiam estar passando por alguma situação que os deixasse em situação de vulnerabilidade para serem atraídos pela Baleia Azul, então achei importante ajudar a divulgar a Baleia Rosa, antes que seja tarde.
Infelizmente, nunca se sabe ao certo o que alguém está passando, seja muito novo ou não, e falar e fazer a coisa certa, na hora certa, pode ser a diferença entre a vida e a morte.

Não custa nada aderir à brincadeira e eles já têm até aplicativo para facilitar a seguir os 50 desafios, então faça sua parte e apresente a Baleia Rosa para alguém que você gosta.

Se não conhece ninguém que possa cair na conversa da Baleia Azul (você nunca terá certeza disso), divulgue também. De repente, aquela pessoa do seu lado está precisando de um pouco de cor na vida. =)

Encontre a Baleia Rosa em:
Site - baleiarosa.com.br (em português Brasil, espanhol e inglês)
Facebook - www.facebook.com/eusoubaleiarosa
Instagram - www.instagram.com/eusoubaleiarosa
Twitter - twitter.com/eusoubaleiarosa

1 de maio de 2017

Filme: A Bela e a Fera (live action) com Emma Watson

Como não amar? O filme é uma adaptação de um conto de fadas francês e que foi feito para encantar os fã das histórias no estilo Disney.

O filme segue, na maior parte, a mesma história que foi apresentada pela Disney, numa das mais belas animações do estilo tradicional (que eram feitas quadro a quadro, à mão), lançado em 1991, mas teve algumas adaptações, como a aparição de personagens declarados gays (no desenho o Le Fou é só um bobalhão desengonçado e puxa-saco).

Se você ainda não assistiu, recomendo fortemente levar uns lencinhos, porque a emoção corre solta, seja por nostalgia, seja pelo encantamento causado pelos lindos efeitos e, claro, pela história sobre preconceito e aceitação, temas tão antigos e tão atuais.

Além do preconceito com o que é "feio" e "imperfeito", tem o preconceito contra a mulher, que deveria ser frágil, vaidosa e iletrada, mas tem como protagonista uma mulher decidida, ávida por conhecimento e muito independente.

Li muitas críticas negativas (exceções), mas, sinceramente, quem está criticando o filme não deveria mesmo ter ido assistir.

Gente que não gosta de musical, não pertence ao rol de público alvo da Disney, nesse tipo de filme. Quem não curte musical e ainda assim quer ter algum vínculo com a Disney deve assistir ao Piratas do Caribe ou Os Vingadores.

Quem acha Bela e a Fera infantil, não deveria ter ido assistir também. O filme é baseado no desenho lançado em 1991, esperava o que? Cenas de sexo? Violência no estilo Os Vingadores?

A Disney tem seus fãs, que amam os clássicos, não pela idade, mas só pelo encantamento.

Se você é desses que gostam de emoção inocente, belas músicas, lindos figurinos com muita emoção, vai amar com certeza.

Ah, e ouça a nova música no final, que é cantada pela Celine Dion, voz do clipe original da música tema de 1991 com Peabo Brison, que agora é cantada por Ariana Grande e John Legend.