21 de agosto de 2017

Mc Dia Feliz 2017

Eu ando de mal com o Mc Donalds, porque cansei de pagar caro por um atendimento mal educado, lojas sujas e sanduíches bem mal feitos, mas o Mc Dia Feliz me dobra ao meio, porque, apesar de tudo, é uma ação bacana da rede, que além de doar a arrecadação líquida das vendas, ainda mobiliza uma porção de voluntários, entre famosos e anônimos, crianças, jovens e adultos, em prol de uma causa: fazer o bem.

Na unidade que eu costumo ir, um colégio particular da região reúne seus alunos e familiares para trabalharem durante todo o dia, animando, incentivando e vendendo outros itens que ajudam a arrecadar um dinheiro a mais para a campanha.

Como não se sensibilizar com isso?

A imagem acima, é a lâmina de bandeja, criada pelo ilustrador Hiro, o cara que cria essas folhas que cobrem as bandejas do Mc Donalds desde... sei lá quando! rs Ele publicou em seu Facebook, dia 14/08/2017, a arte criada para o evento e já deu a dica de que tem 2 assinaturas dele escondidas no desenho*.

Então, anote na sua agenda para ir no sábado, comer com a família inteira e os amigos, aquele Big Mac. Em outros tempos, eu e meus amigos já fizemos reuniões na cada de alguém, pedíamos para viagem tantos quantos cada um aguentasse comer e aproveitávamos para passar o dia juntos, conversando e nos divertindo.

Dia do Big Mac: 26 de agosto de 2017 - sábado
Local: todas as lojas do Mc Donalds (mas só vale comer Big Mac, ok!)
Horário: da abertura da loja (00h para as lojas 24 horas) até às 23h59 do sábado

ps: nesse dia o Big Mac não engorda. =)

* para quem não sabe, o Hiro sempre esconde sua assinatura nos traços dos desenhos da bandeja. O normal é que tenha somente 1 assinatura, mas às vezes ele se empolga e coloca mais. Eu sou daquelas que tira tudo da bandeja e coloca na mesa, para ficar com a lâmina inteira à vista e não levanto da mesa até encontrar as ditas.

14 de agosto de 2017

Livro: TED Talks - o guia oficial do TED para falar em público de Chris Anderson

Eu sigo o seguinte pensamento: quando você quer fazer algo, você precisa estudar, pesquisar, buscar exemplos, modelos, quem saiba mais ou algo diferente de você sobre o assunto, e nunca se deve achar que você já sabe o bastante, porque isso faz regredir em qualquer área.

Um dos meus hobbies é apresentar eventos, então eu sigo perfis nas redes sociais, assisto, ao vivo e em vídeo, muitas aulas e palestras de pessoas que eu tenho como referência.

E quando eu encontro algo ruim, presto tanta atenção quanto nos bons exemplos, porque sempre podemos aprender como não se faz algo vendo alguém fazer errado.

Mas o review de hoje não é sobre algo ruim, ainda que ele traga os exemplos que não se deve seguir.

O TED Talks é um ciclo de palestras muito conhecido por trazer pessoas destacadas em suas áreas para falar a um público, muitas vezes leiga no assunto, em um curtíssimo espaço de tempo, mais precisamente 18 minutos.

No livro, o atual presidente do TED conta casos de insucessos, os de sucesso e traz muitas dicas de como fazer uma palestra atraente nos moldes do TED, usando ou não recursos visuais, usando ou não grandes espaços, tendo ou não plateia presente e contando dicas que alguns de seus mais notáveis e destacados palestrantes deixaram ao longo de tantos anos, além de experiências pessoais adquiridas a frente do TED.

O livro aborda numa linguagem direta e muito clara os percalços de se falar em público e como conseguir se sair bem, mesmo que você seja um iniciante no assunto ou tenha pavor de fazê-lo.

A parte que eu mais gostei foram os exemplos do que não funciona nesse tipo de palestra e que qualquer um pode aplicar a diversas áreas quando o assunto for falar em público.

Se você é um mestre de cerimônias ou um aluno tentando impressionar a turma e o professor com seu seminário, leia esse livro e suas dicas que eu tenho certeza, vão te ajudar.

E para quem quer ver os vídeos das palestras destacadas no livro, acesse www.ted.com/tedtalksbook/playlist

7 de agosto de 2017

Show Internacional: Mizumori Kaori grand concert in Brazil

Grande destaque entre os cantores enka da atualidade, vem para 2 apresentações em São Paulo, a cantora Mizumori Kaori.

Apesar de já ter 20 anos de carreira, faz uns poucos anos que ela ganhou destaque no mundo quando conseguiu uma das vagas para se apresentar no tradicional programa musical de encerramento do ano, do canal de TV estatal japonês, NHK, chamado Kouhaku Utagasen.

Neste programa haviam 2 cantores, 1 da equipe masculina e 1 da equipe feminina, extremamente famosos por suas apresentações inusitadas e vestes que exigiam todo uma equipe de técnicos e engenheiros. Com a saída dos dois por motivos políticos, uma vez que no Japão questões de cunho ético e moral são muito relevantes, o show tinha perdido um de seus atrativos.

No ano retrasado, Mizumori Kaori já havia dado sinais de que estava disposta a investir no seu figurino para dar mais destaque à sua apresentação e no ano passado já mostrou que pode ser a próxima "Kobayashi Satiko" do Kouhaku.

Com uma bela voz e boas músicas, a cantora é muito aguardada pela comunidade de karaoke e amantes da música japonesa.

Para os mais jovens, a participação do trio Hayabusa e da ex-integrante do AKB48, Iwasa Misaki, são os destaques.

Data: 12 de agosto de 2017 - sábado
Horário: 1ª sessão às 15h, 2ª sessão às 19h
Local: Auditório Celso Furtado no Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1209 - São Paulo
Infos: www.mizumorikaori.com.br ou www.facebook.com/mizumorikaoribr